Termina hoje prazo para empregador doméstico recolher tributos

A Receita Federal alterou para o dia 7 de cada mês a data para o recolhimento das contribuições previdenciárias e do Imposto de Renda de empregados domésticos, exceto quando a data coincide com sábados, domingos e feriados, em que é transferida para o próximo dia útil. Essa alteração vale apenas para os salários de junho a setembro de 2015, ou seja, para o recolhimento de julho a outubro deste ano. Antes da alteração, o vencimento era o dia 15 de cada mês.

Lei Complementar n° 150/2015, publicada no Diário Oficial da União, em 1° de junho, mudou a data de recolhimento dos tributos já a partir da sua publicação. No entanto, a principal alteração ocorrerá a partir de novembro – competência outubro –, quando será instituído o Simples Doméstico, regime no qual os empregadores domésticos recolherão, em um único documento, as contribuições previdenciárias, o Imposto de Renda retido na fonte e o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

A Receita informou que os sistemas eletrônicos de cálculo ainda não foram ajustados. No caso de pagamentos atrasados, o empregador deve calcular e preencher manualmente, na Guia de Previdência Social (GPS) ou no Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), o campo referente à multa moratória, sob pena de cobrança posterior. Para os empregadores que perderem o prazo, o recolhimento estará sujeito à multa de 0,33% ao dia de atraso, limitada a 20%.

Fonte EBC

Picture of Ondaweb Criação de sites

Ondaweb Criação de sites

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Cadastra-se para
receber nossa newsletter