Mantida prisão de comissário suspeito de atuar como segurança de traficante

A Desembargadora Osnilda Pisa, integrante da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do RS, negou Habeas Corpus (HC) impetrado em favor de Nilson Aneli.

O comissário é suspeito de estar presente, atuando como segurança, no momento do assassinato de traficante que veraneava em Tramandaí, no litoral gaúcho. A hipótese é de que o crime tenha sido cometido por grupo rival. O policial civil integrava a equipe de ex-Secretário de Estado da Segurança Pública.

O pedido de HC destaca as qualidades profissionais do policial e relata a existência de dívida atrelada a um financiamento universitário que o obrigou a procurar por meio de ganho suplementar para honrar o compromisso, a ser desempenhado nos seus horários de folga. A alegação é que, de férias, realizou vigilância externa da casa mencionada. E que no dia 04.01.2015, foi ao local para receber a remuneração correspondente aos dias em que trabalhou. No entanto, ao chegar à residência, encontrou os habitantes em pânico, numa confusão generalizada, explicada pelo fato de que, momentos antes, ali havia ocorrido o atentado a tiros que matou Alexandre Goulart Madeira, em visita à casa na ocasião.

Ainda, a defesa refere que ao tomar conhecimento do decreto da prisão preventiva, no dia 26.01.2015, o paciente apresentou-se ao diretor do Grupamento de Operações Especiais da Polícia Civil e foi recolhido. Afirma que o decreto da sua constrição provisória é lacônico e não traz fundamentação suficiente a autorizar a medida.

Decisão

Para a Desembargador Osnilda, muito embora sintética, a decisão que decretou a prisão preventiva do paciente está minimamente fundamentada na garantia da ordem pública. Dessa forma, não identificou ilegalidade manifesta a autorizar a revogação da prisão.

Proc. 70063412761

Picture of Ondaweb Criação de sites

Ondaweb Criação de sites

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Cadastra-se para
receber nossa newsletter