Empresa ferroviária alemã entra na Justiça contra greve de maquinistas

Estatal Deutsche Bahn processou o sindicato que promoveu paralisação.
Greve é a maior dos últimos 20 anos no país europeu.

A empresa ferroviária estatal alemã Deutsche Bahn vai tomar medidas legais contra um sindicato de maquinistas que realiza uma greve de quatro dias, de quinta a segunda-feira, paralisando o transporte de passageiros e de carga em todo país.

A Deutsche Bahn entrou com um mandado de segurança em um tribunal do trabalho em Frankfurt, nesta quinta-feira, após o sindicato de maquinistas GDL ter rejeitado uma oferta de mediação e iniciado o que pode vir a ser a mais longa greve ferroviária na Alemanha do pós-guerra.

“Nós decidimos com o coração partido tomar medidas legais contra esta greve”, disse Ulrich Weber, conselheiro da DB. Uma decisão do tribunal era esperada ainda para esta quinta.

Economistas estimam que uma greve ferroviária de mais de três dias pode custar à economia alemã até 100 milhões de euros (US$ 126 milhões por dia se as linhas de montagem das indústrias foram paralisadas por causa da escassez de produtos. Quase um quinto da produção alemã é transportada de trem.

Greves na Alemanha são relativamente raras, uma vez que os empregadores e os grandes sindicatos normalmente são capazes de resolver suas diferenças na mesa de negociações.

Fonte: http://g1.globo.com/

Picture of Ondaweb Criação de sites

Ondaweb Criação de sites

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Cadastra-se para
receber nossa newsletter