Sobreviventes de naufrágio prestam depoimento em Belém

Professor e esposa foram ouvidos nesta terça-feira, 18.
Família de irmãos desaparecidos reconheceram corpos de crianças.

Sobreviventes do naufrágio ocorrido no último domingo (16), próximo à Ilha de Jutuba, em Belém, prestam depoimento na Seccional de Icoaraci. Na manhã desta terça-feira (18), um professor que estava no barco afirmou que no momento do naufrágio a embarcação estaria com pelo menos 50 passageiros mais dois tripulantes. Ele disse ainda que o homem apontado como comandante estaria apenas recolhendo dinheiro, exercendo função de cobrador.

Na manhã do último domingo (16), a embarcação “Coração do Mar” saiu do trapiche de Icoaraci para a ilha de Jutuba, em Belém, onde ocorria uma festividade. O naufrágio ocorreu por volta das 9h, a poucos metros da ilha. Quatro pessoas morreram no acidente.

A informação sobre o número de passageiros é diferente da prestada pelo suposto comandante, Andson da Silva Martins, encontrado morto, que disse que a embarcação trasnportava 39 pessoas.

Além disso, o professor alega não ter visto Andson pilotando o barco e que o auxiliar dele era quem estava no comando, o que diverge do depoimento prestado na útlima segunda-feira (17) por outra testemunha, que afirmou que Andson seria o comandante e cobrador.

A polícia informou que o professor estava acompanhado de sua esposa e eles relataram terem sido uma das primeiras pessoas a entrar no barco, e que eles são acostumados a fazer a viagem, já que o docente ministra aulas na ilha de Cotijuba.

De acordo com a versão do professor, muita água começou a entrar na embarcação, cobrindo o motor. Neste momento, as pessoas se assustaram e ele afirmou ter telefonado para conhecidos em Cotijuba, pedindo o envio de outras embarcações para socorrer as vítimas. Ele disse ainda que ribeirinhos teriam ajudado as pessoas que estavam se afogando.

Outras seis testemunhas já prestaram depoimento. Uma delas se identificou como prima do homem que estava pilotando o barco, que não seria Andson, e está desaparecido.

Corpos
Os corpos dos irmãos Maria Gabriela Ferreira, de 6 anos, e Édson Ferreira, de 3 anos, foram reconhecidos nesta terça-feira pela mãe, Carmosa Gomes. Ela também estava na embarcação no momento do naufrágio, junto com o marido e a filha mais velha, que foi salva por um vizinho.

Equipes do Corpo de Bombeiros resgataram os corpos das duas crianças na madrugada e manhã desta terça-feira, nas proximidades da ilha de Cotijuba. Outras duas mulheres também morreram no acidente.

Entenda o caso
De acordo com o Corpo de Bombeiros, a embarcação “Coração do Mar” saiu do trapiche de Icoaraci na manhã do último domingo (16) com destino à ilha de Jutuba, onde acontecia uma festividade. O naufrágio ocorreu por volta das 9h, a poucos metros da ilha. A embarcação ainda não foi localizada.

Uma mulher de 30 anos foi encontrada sem vida logo após o acidente e o corpo da idosa Maria das Mercês Medeiros Mendes, de 82 anos, foi localizado na manhã desta segunda-feira (17) por ribeirinhos próximo à ilha de Cotijuba.

Fonte: http://g1.globo.com/

Picture of Ondaweb Criação de sites

Ondaweb Criação de sites

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Cadastra-se para
receber nossa newsletter