Privados de liberdade fazem prova para obter certificado do ensino fundamental

clareia1

Na busca de obter a certificação de conclusão do ensino fundamental, jovens que cumprem medidas socioeducativas e pessoas privadas de liberdade fazem hoje (29) a prova do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2014. São 34 mil inscritos para fazer as provas ao longo do dia.

O exame é aplicado às pessoas que não tiveram a oportunidade de concluir o ensino fundamental na idade apropriada e o candidato deve ter no mínimo 15 anos na data da aplicação da prova. Pela manhã, os inscritos fazem as provas de ciências naturais, história e geografia. No turno da tarde, as provas serão de matemática, língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física e redação.

Os gabaritos dos testes serão divulgados até quinta-feira (31) , na internet, na página doInstituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Os responsáveis pedagógicos das instituições socioeducativas e unidades prisionais terão acesso aos resultados dos participantes.

O Encceja é oferecido pelo Inep desde 2002 para jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir os estudos em idade própria. Por meio do exame, que também é oferecido a residentes no exterior, os participantes podem obter a certificação de ensino fundamental e médio. Quem vive no Brasil pode obter apenas a certificação do ensino fundamental já que a de nível médio é conferida por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para o ensino médio, a exigência é ter 18 anos completos na data de realização do exame.

Fonte: Agencia Brasil

Picture of Ondaweb Criação de sites

Ondaweb Criação de sites

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Cadastra-se para
receber nossa newsletter