Escola da ONU que abrigava refugiados é bombardeada na Faixa de Gaza

internacional-conflito-israel-palestina-faixa-de-gaza-20140727-003-size-598

http://veja4.abrilm.com.br

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina (Unwra) acusou Israel de atacar uma escola usada como refúgio, na Faixa de Gaza, onde crianças e seus pais dormiam na noite de ontem (29). A agência condenou o episódio considerado uma violação do direito internacional por parte das forças israelenses. “Crianças mortas durante o sono. Isso é uma afronta a todos nós, uma fonte de vergonha universal. Hoje o mundo está desgraçado”, disse comunicado da Unwra.

Segundo a agência, uma equipe foi ao local para colher provas e a avaliação inicial é que o Exército de Israel atacou a escola, onde 3,3 mil pessoas estavam refugiadas. Ainda segundo a Unwra é cedo para confirmar o número oficial de mortos, mas houve múltiplas mortes de civis, além de crianças, mulheres e guardas da ONU feridos. “São pessoas que foram instruídas pelo Exército israelense a deixar suas casas”, acrescenta a agência das Nações Unidas.

De acordo com a agência, o local preciso da escola, Jabalia Elementary Girls School, e o fato de abrigar milhares de pessoas foram informados ao Exército de Israel 17 vezes, para garantir proteção. Segundo a agência, o último comunicado foi feito às 20h50 de ontem à noite (horário local), poucas horas antes do bombardeio.

A Unwra acrescenta que essa foi a sexta vez que uma das escolas da ONU é atacada.

Hoje (30), Israel anunciou uma trégua humanitária de quatro horas na operação militar na Faixa de Gaza. A trégua começou às 15h locais (9h em Brasília).

Fonte: Agencia Brasil

Picture of Ondaweb Criação de sites

Ondaweb Criação de sites

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Cadastra-se para
receber nossa newsletter