Comissão autoriza aproveitamento de recursos para construção de hidrovia do Rio Paraguai

A Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Decreto Legislativo 118/15, do deputado Adilton Sachetti (PSB-MT), que autoriza a construção e o aprimoramento da hidrovia do Rio Paraguai, entre a foz do rio Apa (MS) e a cidade de Cáceres (MT).

O projeto determina a realização prévia de estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental como requisito para o aproveitamento dos recursos hídricos. Depois de aprovados pelos órgãos competentes, os estudos permitirão ao governo implantar as obras necessárias à adequada navegação na hidrovia do Rio Paraguai – dragagens, sinalização, balizamento ou outro serviço destinado a garantir a manutenção das condições de navegabilidade e a segurança da navegação existente.

A aprovação de projeto para autorizar as obras no Rio Paraguai é um requisito da Constituição, que obriga a autorização do Congresso para o aproveitamento de recursos hídricos em terras indígenas.

O relator, Dep. Nilson Leitão (PSDB-MT), destacou que a hidrovia do rio Paraguai é das mais viáveis do país segundo técnicos da Universidade Federal do Paraná. A hidrovia movimenta cerca de seis milhões de toneladas de carga atualmente.

“É importante frisar a relevância socioeconômica e ambiental das hidrovias, que, apesar de responsáveis por apenas cerca de 4% do total de cargas transportadas no País, são um modal menos poluente e arriscado do que as rodovias”, defendeu.

Tramitação 
Antes de ser votada em Plenário, a proposta ainda precisa ser analisada pelas comissões Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Minas e Energia; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Fonte: Agência Câmara Notícias

Picture of Ondaweb Criação de sites

Ondaweb Criação de sites

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Cadastra-se para
receber nossa newsletter