II Aula Projeto Artinclusão no Abrigo Residencial 7 de Crianças e Adolescentes (AR 7)

 

II Aula Projeto Artinclusão no AR7

“A aula de hoje foi sobre pintura de ação, baseada em Jackson Pollock. Foi apresentado um vídeo ilustrativo sobre ele. Depois disso, as crianças foram transformadas no artista trabalhando linhas soltas na tela. Fayga Ostrower diz que as linhas são indicativas de direções e não existem no mundo físico, mas quando riscadas tornam-se físicas e ficam a nos dizer siga nesta direção. Isso dá uma oportunidade de forte desbloqueio de coisas do inconsciente, simbolicamente, no sentindo de que há uma saída. Essas linhas são, pictoricamente, as linhas que estruturam o espaço para receberem a cor, posteriormente. Imprescindível para o processo é que os participantes estejam soltos e livres no espaço, como se aquele fosse um espaço de refúgio e liberdade. Essa construção conjunta com significativa participação de todos na escolha das cores e nas linhas contempla a teoria de Lev Vygotsky, que afirma que a arte e a cultura nascem das relações sociais. De forma impressionante os participantes anteciparam o artista do próximo encontro e fizeram uma tela inspirada em Joan Miró, sem nunca tê-lo visto!

+ Sobre Artinclusão

A linguagem simbólica do desenho e da pintura como ferramenta auxiliar na reinserção social de crianças e adolescentes sob medida de proteção é um método de características expressionistas, a partir de exercícios pictóricos encadeados e seqüenciais, oportunizando o desbloqueio de emoções, matéria prima da arte.

O projeto Artinclusão no AR7 é idealizado e coordenado pelo renomado Artista Plástico Aloizio Pedersen, com financiamento do Fumproarte SMC POA, sob coordenação executiva da advogada e ativista dos Direitos Humanos Carmela Grüne.

Comentários

  • (will not be published)