Notícias

Estudo aponta aumento do terrorismo no mundo

Em 2013 foram realizados cerca de 10 mil ataques, 44% a mais que no ano anterior, causando quase 18 mil mortes. Dois terços das mortes foram causadas por quatro grupos fundamentalistas islâmicos.

Um estudo global aponta que em 2013 ocorreram cerca de 10 mil ataques terroristas, quantidade 44% acima do número de atentados no ano anterior. Eles resultaram num total de quase 18 mil mortes, 61% a mais que em 2012. Segundo o Global Terrorism Index 2013, divulgado nesta terça-feira (18/11) pelo Institute for Economics and Peace (IEP), sediado em Sydney, esses ataques provocaram quase 18 mil mortes.

De acordo com o estudo, quatro grupos foram responsáveis por 66% das mortes: a milícia jihadista “Estado Islâmico” (EI); os radicais islâmicos do Boko Haram, da Nigéria; a rede terrorista Al Qaeda; e os talibãs, atuantes, sobretudo, no Afeganistão e no Paquistão.

“O terrorismo crescente ao longo da última década tem sido associado a grupos islâmicos, cujos ensinamentos de violência associada à religião têm se alastrado amplamente”, resumiu o diretor executivo do IEP, Steve Killelea. Segundo ele, os Estados islâmicos deveriam propagar crenças moderadas, que impeçam um tratamento desigual dos grupos religiosos, e assegurar o apoio das comunidades religiosas na luta contra os extremistas.

Cinco países com 80% dos atos

De acordo com o levantamento do IEP, o Iraque foi o país mais afetado pelo terrorismo, com 2.492 ataques, que mataram mais de 6.300 pessoas, representando um aumento de 164% em relação ao ano anterior. O EI foi responsável pela “maioria” das mortes no país.

O estudo analisou dados em 162 países. Mais de 80% das mortes por atos terroristas ocorreram no Iraque, Afeganistão, Paquistão, Nigéria e Síria.

No resto do mundo, foram registrados 3.721 ataques, com 3.236 mortes, o que representa um aumento de mais de 50%. Ao todo, foram registradas mortes por ataques terroristas em 60 países.

MD/ap/afp

Fonte: http://www.dw.de/

Tags: , , ,

Comente

Comentários

  • (will not be published)

Comente e compartilhe